Entrevista publicada no site www.ninjutsu.com.br

 

Ninjutsu.com.br: Como você conheceu o ninjutsu?

Sensei Cicero Melo: Eu comecei a treinar influenciado pelo meu irmão que já treinava há muito tempo e posteriormente me mostrou o caminho da modalidade; logo de imediato me identifiquei com os princípios da arte e sua grande variedade técnica, bem como, sua filosofia e história de formação. - Além disso, sempre tive ambição de seguir o caminho das artes marciais, mas procurava algo que me completa-se como ser humano e me torna-se uma pessoa melhor. O Ninjutsu veio de encontro com tudo o que eu esperava e após muitos anos de dedicação e empenho, passando por várias provações e desafios, me formei na modalidade. Sendo um dos primeiros faixas pretas formado no Brasil através da linhagem tradicional de Kyoto Ryu Ninjutsu. Ao longo de minha carreira marcial, me dedicava de corpo e alma ao estudo do Ninpo. Após o falecimento do nosso Soke Yome Shinzato, criador de Kyoto Ryu Ninjutsu com descendência direta de Koga Ryu Ninjutsu e Daito Ryu Aiki Jujutsu em 02/02/2004 (Nara no Japão), optei por seguir meu próprio caminho como professor e formar minha própria linha de transmissão “Escola Hosho Ryu Ninpo” hoje atuante no Brasil, Itália e filiada a diversas outras entidades pelo mundo inteiro.

Ninjutsu.com.br: O que o ninjutsu significa em sua vida?

Sensei Cicero Melo: A modalidade é o meu propósito de vida. Sigo totalmente seus preceitos, regras e filosofia. O Ninjutsu transformou totalmente o meu modo de pensar, me trouxe equilíbrio e sensatez, além de saúde, qualidade de vida, amadurecimento e evolução técnica marcial. Como educador e formador de opinião, vejo que o ninjutsu tem uma contribuição extremamente importante na sociedade, que é passar para os jovens valores relacionados à união, respeito, segurança e valorização da natureza.

Ninjutsu.com.br: Quais são as características principais da Escola Hosho Ryu Ninpo?

Sensei Cicero Melo: Considero nossa escola, dentro de um aparato Ninja, uma linha extremamente forte voltada para disciplina, postura e preparação técnica de seus atletas. Buscamos constantemente a superação e o desenvolvimento da arte shinobi, bem como seus códigos e treinamentos de campo.
Principais técnicas: Daken Tai jutsu, Sappo jutsu, Koppo jutsu, Ju tai jutsu, Koshi jutsu, Hicho jutsu, Daito Ryu Aiki Ju jutsu, Inton jutsu, Heiho jutsu, Go tonpo, Shinobi iri, Kuji kiri, Kuji ashi, Henso jutsu e Kobu jutsu.

Ninjutsu.com.br: Como é o treinamento na Hosho Ryu Ninpo?

Sensei Cicero Melo: O treinamento em nosso dojo é extremamente dinâmico, nunca uma aula é igual a anterior, dessa forma, os alunos são constantemente estimulados a frequentar o treinamento, pois todos os dias novas técnicas são transmitidas. Geralmente realizamos um aquecimento geral que envolve diversos exercícios físicos, além de saltos, rolamentos, esquivas, alongamento e fortalecimento muscular. Partindo para a parte técnica, os alunos são divididos de acordo com suas respectivas graduações e todos realizam treinamentos específicos, sempre com muita energia e determinação. Próximo do final da aula é reservado um período para a prática de luta, treinamento com armas, transmissão de filosofia e meditação.

 

Ninjutsu.com.br: Quais armas fazem parte do treinamento?

Sensei Cicero Melo: Principais armas: Shuriken, Shukko, Tekagi, Tanto, Ninja-to, Boken, Tonfa, Kunai, Nunchaku, Manriki kusari, Te yari, Bo, Hanbo, Fukiya, Chigiriki, Nicho kama, Kusari Kama, Metsubishi, Tettsubishi, Hankyu e Ya, Tessen e Katana.

Ninjutsu.com.br: O que faz a diferença entre o ninjutsu e outras artes marciais?

Sensei Cicero Melo:Toda arte tem o seu valor e é forte em sua natureza e expressão marcial. Não costumo comparar o ninjutsu com outras artes, pois toda minha experiência como artista marcial é oriunda somente da arte shinobi. Apenas irei traçar um pequeno paralelo para que possamos entender um pouco do universo dos Ninja.

Uma característica básica do Ninjutsu é o seu poder de adaptação, trata-se de uma arte onde não existe limitação, tudo se transforma nas mãos de um Ninja e este munido de grande experiência e altíssimo treinamento é capaz de surpreender qualquer frente inimiga, com técnicas e atitudes inesperadas.

O ninjutsu atua em todos os setores de combate, sua luta é rápida e direta, possui técnicas práticas e objetivas, totalmente adaptadas á época atual, sendo assimilada por qualquer pessoa, independente da sua condição física. Outro grande diferencial seria o vasto arsenal de armas que a modalidade possui, além de treinamentos da mata, onde são desenvolvidas táticas de guerrilha, preparação de armadilha, ilusionismo, camuflagem, códigos de sinais e missões individuais ou em grupo.

Ninjutsu.com.br: Hoje em dia, muitos ainda acham que o ninjutsu é coisa de cinema, e que esta arte milenar não existe. O que você diria para estas pessoas?

Sensei Cicero Melo: Lamentavelmente o ninjutsu ao longo de sua transmissão foi extremamente explorado por pessoas e veículos publicitários; onde na década de 80 no auge da modalidade, surgiram inúmeros livros e filmes associando ao assunto, mas o fato de existir poucas informações fidedignas a arte, criou-se um personagem com poderes sobrenaturais, contrário a nossa realidade, por isso a modalidade perdeu um pouco da sua credibilidade e aqueles que realmente se interessavam em seguir o Ninpo, passaram a acreditar que o ninja era um guerreiro fabricado somente para o cinema e que existiu somente na época do grande Império japonês, jamais nos dias de hoje. Como professor, sinto-me na obrigação de difundir a arte no Brasil e mostrar para cada individuo o verdadeiro sentido do Ninjutsu, que é unir as pessoas através de uma cultura milenar, rica em técnica e filosofia, comprometida acima de tudo a melhorar o ser humano.

Ninjutsu.com.br: O que você pensa do Ninjutsu ensinado no Brasil?

Sensei Cicero Melo: Acho que as pessoas estão amadurecendo e a modalidade está ganhando o seu merecido espaço em clube e academias. Temos várias escolas que fazem um excelente trabalho e outras que não se misturam com ninguém, mas de modo geral a modalidade está cada vez mais próxima das pessoas, é claro que muita coisa precisa ser melhorada, existe muito trabalho a ser feito. Sinto que se tivéssemos no Brasil uma integração séria por parte dos professores e suas respectivas escolas a modalidade atingiria um público muito maior e sua imagem não seria depreciada e seu devido respeito e mérito seria reconhecido. Acredito que uma unidade forte e representativa como uma federação ou confederação, traria grandes resultados, além de promover eventos e encontros importantes com a participação e apoio de grandes mestres.

Ninjutsu.com.br: Uma das principais perguntas enviadas ao site, é se existe idade para começar a treinar. O que você acha; qualquer pessoa pode treinar ninjutsu?

Sensei Cicero Melo: Não existe uma idade especifica para se começar a treinar, o ninjutsu é uma arte acessível a todas as pessoas, suas técnicas se adaptam perfeitamente a cada necessidade e limitação. O importante é ter um bom coração e estar disposto a melhorar dia após dia. Costumo indicar apenas uma idade mínima de cinco anos para as crianças, pois mesmo de uma forma mais lúdica e possível estimular seus instintos e habilidade.

Ninjutsu.com.br: Qual a mensagem que você deixaria para quem esta começando?

Sensei Cicero Melo: Procure uma escola que se identifique com o seu perfil e um professor responsável que esteja aberto a ensinar com paciência a verdadeira essência do Ninjutsu. Busque constantemente o conhecimento da arte, pergunte e questione sempre que houver dúvida, respeite todos os mestres, independente do estilo ou linhagem a qual pertença, e acima de tudo, treine com determinação. Siga sempre o caminho do equilíbrio e não nunca utilize a arte de maneira contraria a sua própria essência.

Agradecimento:
O site Ninjutsu.com.br agradece ao Sensei Cicero Melo, por está contribuição de grande valor, não só para o site, mas sim, para todos que admiram o Ninjutsu.