Ninjutsu, Ninjitsu, Curso de Defesa Pessoal, Armas Japonesas, Hosho Ryu NinpoSamurais ou bushi foram guerreiros do antigo Japão feudal.  A palavra samurai significa "servir e seguir o senhor". Os samurais eram grandes lutadores de mãos vazias (o jiu jitsu contemporâneo foi desenvolvido por samurais), bons cavaleiros e usavam diversas armas como arco e flecha e lanças, mas a mais famosa e símbolo do samurai é a espada.

De todas as armas produzidas pelo homem, nenhuma supera a espada japonesa quando são analisados critérios artísticos, espirituais e práticos. O katana (a espada japonesa) é o mais nobre instrumento dos guerreiros e só podia ser manejada por um samurai. Os guerreiros também carregavam outra espada de tamanho menor, a wakizashi. Elas ficavam presas à cintura, do lado esquerdo do corpo, com o corte virado para cima. O par de espadas se chama daisho - uma com 60 a 90 cm de comprimento (katana) e a outra de 30 a 60 cm (wakizaki). A simbologia do katana é que a bainha representa o corpo físico, templo protetor, enquanto a lâmina, o espírito poderoso que quando utilizado com sabedoria realiza atos incríveis.

 Eles seguiam um código de ética e conduta que era passado verbalmente de pai para filho. O Bushido (caminho do guerreiro) é fortemente influenciado pelo Budismo, Shintoísmo e Confucionismo, e enfatiza conceitos como lealdade ao seu mestre, auto-disciplina, respeito e comportamento ético.

 No século X, os samurais ganharam importância. Já o século XIX marca o declínio e o desaparecimento dos samurais.

 Inicialmente, a economia do Japão feudal era baseada na agricultura. Os daimyo (senhores feudais) faziam parte da mais alta classe abaixo apenas da nobreza e detinham grande parte das terras nipônicas. Os samurais, que formavam a classe militar ou guerreira, eram contratados para proteger os feudos e os daimyo. Eles trabalhavam com total lealdade e empenho, e em troca recebiam privilégios, terras e pagamentos.

 No Período Heian (794-1185), a contratação de guerreiros particulares para proteger as grandes propriedades de terra virou prática comum. Os samurais tornaram-se respeitados e influentes. No final deste período, os samurais, divididos entre dois clãs militares Minamoto e Taira, lutavam pelo controle do Japão. Em 1185, os Taira foram derrotados e Minamoto Yoritomo tornou-se o primeiro samurai shogun (comandante chefe das forças militares). O shogunato comandado por samurais permaneceu por cerca de sete séculos, com início em 1192 e término em 1868. Ao todo são três períodos de shogunato:

 Bakufo

1 - O período Kamakura (1192 a 1333), durante 141 anos, sob o comando dos generais Minamoto Yoritomo, Takatoki Hojo e outros.

 2 - No período Muromachi (1338 a 1573), durante 235 anos, com vários sucessores, sob o comando do Ashikaga Bakufu, grupo de guerreiro Ashikaga, mais os generais Ashikaga Takuji, Ashikaga Yoshimitsu, Oda Nobunaga, Toyotomi Hideyoshi e outros.

 3 - O período Edo que dura 265 anos (1603 a 1868), comandado pelos sucessores da linhagem Tokugawa.

 

 A administração criada pelos samurais de Tokugawa atinge o máximo grau de eficiência. Os samurais, além de serem guerreiros, têm várias outras funções: administradores públicos, funcionários públicos dos governos central e regionais.

 Em 1853, o Comodoro norte-americano Matthew C. Perry, chega no Japão. Ele retorna no ano seguinte e convence os Tokugawa a firmar um tratado de amizade e começar um intercâmbio com outros paises. No mesmo ano, são feitos outros tratados com a Rússia, Inglaterra e países baixos no. É o inicio do intercâmbio econômico e cultural entre o Japão e outros paises e conseqüentemente término dos samurai.